top of page
Buscar

Encontre o switch ideal para a sua rede em apenas 5 passos


5 passos para encontrar o switch certo

Escolher o switch certo para a sua rede nem sempre é tarefa fácil. Pensando nisso, reunimos tudo que você precisa saber para fazer a melhor escolha em 5 passos.


Do básico à escolha final, conheça o passo a passo para levar mais velocidade e eficiência para o seu negócio.


O que são switches

Switches são equipamentos que conectam diferentes dispositivos em uma rede, atuando como uma unidade de controle para que eles se comuniquem.


Através dele, é possível conectar uma grande quantidade de dispositivos e gerenciar a largura da banda que cada um recebe, aliviando a quantidade de dispositivos na rede Wi-Fi.


Qual seu diferencial

Seu grande diferencial é a tecnologia Packet Switching: capacidade do dispositivo em enviar um pacote de dados ao switch, que identifica o sinal e entrega apenas para um dispositivo dentro da rede.

 

Essa capacidade é o que diferencia os switches de outros dispositivos, que geralmente entregam o mesmo pacote para todos os dispositivos conectados.

 

Conheça agora o passo a passo para encontrar o switch certo.


Passo 1 – Entenda as opções existentes

No mercado existem opções de switches para as mais variadas demandas. É preciso entender cada uma delas, que são divididas em:

 

  • Switch não gerenciável

Com maior facilidade na implantação da solução na sua rede (Plug and Play), este dispositivo permite o controle na camada L1.

 

  • Switch gerenciável

Projetado para atender necessidades específicas, este dispositivo permite a configuração avançada de recursos nas camadas L2 e L3 como STP, STB e monitoramento SNMP.


  • Smart switch

Com gerência parcial, este dispositivo é indicado para empresas que demandam maior complexidade de rede, mas não podem investir em uma equipe de TI para fazer o gerenciamento.


  • Switch com gerência em nuvem

Gerenciado em nuvem, este dispositivo permite atualizações automáticas, gerando facilidade no gerenciamento em grande escala e remotamente.


  • Switch PoE (Power over Ethernet)

Sem a necessidade de adaptadores de energia separados para cada dispositivo conectado ao switch, pode receber energia e dados via cabo.

 

  • Switches industriais

Resistentes a poeira, água, choques, vibrações e temperaturas extremas, este dispositivo foi projetado para operar normalmente com falta de energia ou outros tipos de interrupção.


Passo 2 – Conheça o cenário de aplicação

Agora que você conhece as diferentes opções de switches, é hora de analisar os cenários de aplicação e suas funcionalidades:


  • Switch de acesso

Localizado na borda da rede, é responsável pela conexão de todos os end-points ao backbone da rede.

 

Sua proposta básica é conectar a rede com dispositivos como: computadores, impressoras, access point, entre outros.

 

  • Switches de distribuição

Localizados na camada intermediária da rede, ficam conectados aos computadores de borda, agregando dados da borda e gerenciando o fluxo de tráfego.

 

  • Switch principal

Dispositivo de alta capacidade localizado no backbone ou no core da rede. O switch principal atua como base da rede, conectando switch de acesso e distribuição.

 

Passo 3 – Analise a velocidade adequada

Para expandir sua rede com o máximo de eficiência, é preciso entender se a velocidade dos equipamentos está de acordo com a sua necessidade.

 

Confira as diferentes velocidades que você vai encontrar no mercado:

- 100 Megabits;

- 1 Gigabits;

- 2,5 Gigabits;

- 5 Gigabits;

- 10 Gigabits.


Com o avanço das tecnologias, surgiram também as portas ópticas que suportam velocidade de 1 Gigabit até 400 Gigabits.

 

Existem também as portas Multi Giga, que suportam múltiplas velocidades e oferecem a funcionalidade de breakout, capaz de dividir uma porta de 40 Gigabits em 4 portas de 10 Gigabits.


Passo 4 – Determine a quantidade de portas

Com o crescimento no número de dispositivos conectados, aumentar a quantidade de portas se tornou cada vez mais necessário.

 

Fique atento na quantidade de portas do seu switch, que varia em tamanho e geralmente vem em configurações fixas de 5, 8, 10, 16, 24, 48 e 52 portas.


Ponto interessante: os switches podem ser empilhados facilmente, podendo atingir centenas de portas.


Passo 5 – Encontre o modelo que se encaixa nos requisitos anteriores

A FiberX Telecom trabalha com switches de alto desempenho da Huawei, marca líder mundial em conectividade.

 

São switches gerenciáveis e ideais para a criação de redes de campus digitais com gerenciamento simplificado, alta confiabilidade e inteligência de serviço.

Com base em tudo que falamos nos passos anteriores, confira qual se encaixa melhor na sua necessidade:

 

  • Linha Huawei S6730-H X6C

Switches com portas de downlink de 10GE, gerência L3 e portas de uplink que podem trabalhar em 40 ou 100GE.


  • Linha Huawei S5735-L P4X

Switches com portas de downlink elétricas de 1GE PoE+, gerência L3 e 4 portas de uplink 10GE (SFP+).

 

  • Linha Huawei S5735L T4X

Switches com portas de downlink elétricas de 1GE, gerência L3 e 4 portas de uplink 10GE (SFP+).


  • Linha Huawei S5735L T4S

Switches voltadas para quem não busca portas de alta capacidade. Os modelos possuem portas de downlink de 1GE elétricas, gerência L3 e 4 portas uplink de 1GE (SFP).

 

  • Linha Huawei S5732-H S6Q

Switches com uma particularidade interessante: suas portas de downlink são mistas. São 4 portas de 10GE enquanto o restante são portas de 1GE (20 ou 44), enquanto suas portas de uplink são de incríveis 40GE. Possui gerência L3.


  • Linha Huawei S6750-H36C

Switches que fornecem alta densidade com 36 portas de 100GE, fonte de alimentação redundante AC ou DC e capacidade de switching de 7,2 Tbps.

 

Faça a escolha certa

Agora que você possui as principais informações em mãos, fazer a escolha certa ficou muito mais fácil.


Mas para facilitar ainda mais a sua decisão, clique no link abaixo e confira o portfólio completo de switches oferecidos pela FiberX.


Confira aqui!

 


Comments

Couldn’t Load Comments
It looks like there was a technical problem. Try reconnecting or refreshing the page.

Veja mais conteúdos do blog da FiberX

bottom of page