top of page

Agregação de link, stacking e VRRP: tecnologias para aumentar a disponibilidade de sua rede



tecnologias para aumentar a disponibilidade da sua rede

Autor: Vinicius Ochiro - Consultor de Rede


Um dos pilares para entregar uma rede de qualidade para os usuários finais está na questão da alta disponibilidade. Isto significa manter o serviço funcionando mesmo em meio a problemas, como rompimento de fibra e falha de funcionamento de um ativo da rede.

 

Quando se realiza o design de uma rede, é importante levar em consideração os possíveis pontos de falha e encontrar soluções para eles (principalmente aos mais críticos).


Neste artigo, vamos abordar alguns mecanismos que podem ser extremamente úteis e simples de serem implantados em uma rede de dados, visando melhorar a sua redundância: agregação de link (link aggregation), empilhamento (stacking) de switches e o protocolo VRRP.


Tecnologia Agregação de Link

 

Agregação de link consiste em realizar a conexão de mais de uma interface entre dois dispositivos, de forma que, caso uma das interfaces tenha problema, as demais conseguirão manter a comunicação entre os dispositivos.

 

Na imagem abaixo, temos uma agregação de link de duas interfaces entre dois switches. Em um cenário normal, os switches balanceiam o tráfego entre as duas interfaces.


tráfego entre duas interfaces


Após uma falha em uma das interfaces, todo tráfego passa a ser encaminhado através da outra, mantendo o serviço operando normalmente.



tráfego falho entre duas interfaces


Outra grande vantagem da agregação de link é o aumento da banda disponível. No exemplo acima, considerando que são duas interfaces de 10G, temos um total de 20G agregado entre os dois switches, quando ambas as interfaces estão ativas.

 

O limite de interfaces que podem ser agregadas depende do modelo do equipamento. Portanto, além da questão da redundância, a agregação de link se torna também uma alternativa interessante nos casos em que se necessita aumentar a banda sem precisar substituir os ativos.

 

 

Tecnologia Stacking (empilhamento de switches)

 

O Stacking ou empilhamento de switches, consiste em conectar dois ou mais switches de forma que se comportem como apenas um switch lógico. Caso um dos switches desligue, os demais switches do stack poderão manter o funcionamento da rede.

 

Na imagem abaixo, temos dois switches conectados formando um stack (lado esquerdo). Do ponto de vista lógico, tem-se apenas um switch na rede (lado direito).



conexão stack


Como os switches do stack se comportam como apenas um switch lógico, é possível realizar uma agregação de link utilizando interfaces de ambos os switches, aumentando a confiabilidade da rede.

 

Conforme exemplo abaixo, para os dispositivos conectados ao stack, é como se estivessem se comunicando com apenas um switch através de agregação de duas interfaces, simplificando a topologia lógica.



topologia física e lógica


Fisicamente, porém, são dois hardwares distintos. Caso um switch tenha problema, o outro manterá o serviço rodando, resultando em impacto mínimo na rede.



comparação tecnologia stack


A quantidade de switches empilháveis depende do modelo dos switches, mas é comum conseguir empilhar mais de dois switches. Dependendo também do modelo e do fabricante, é possível realizar o empilhamento utilizando interfaces e cabos normais de serviço (interfaces de 1G, 10G, 100G), sem a necessidade de adquirir alguma placa e/ou cabos específicos.

 

 

Tecnologia VRRP

 

O VRRP (Virtual Router Redundancy Protocol) é um protocolo que, como o próprio nome indica, visa implementar uma redundância através da criação de um "roteador virtual".

 

Dois roteadores são configurados fazendo parte de uma mesma rede. O default gateway dos dispositivos finais conectados a esta rede é o IP Virtual (VIP) do Roteador Virtual, e não o IP específico de algum dos roteadores. O VIP é “flutuante”, ou seja, pode alternar entre os roteadores dependendo de qual é o Master.



tecnologia VRRP


O Master "assume" como dono do VIP e, consequentemente, todo tráfego passa por ele. Mensagens de anúncio de VRRP são encaminhadas pelo Master à rede. Assim, o roteador Backup, enquanto receber estas mensagens, sabe que o Master está ativo. Quando ocorre uma falha no roteador Master, o roteador de Backup deixa de receber as mensagens de anúncio, detecta que o Master está fora e passa a assumir como novo Master da rede (assumindo o VIP), mantendo o funcionamento da comunicação dos dispositivos finais com a Internet.



funcionamento tecnologia VRRP

 

Com estas tecnologias, é possível resolver boa parte dos problemas de disponibilidade de rede no qual a necessidade e forma de implementação de cada uma evidentemente dependerá de cada cenário.

 

Disponibilidade de recursos (ativos de rede, interfaces) e topologia da rede são fatores que determinarão o design destas soluções.

 

Agora que você já entendeu como essas tecnologias funcionam, conheça os nossos serviços com soluções projetadas para auxiliar o seu negócio e aumente a disponibilidade da sua rede.

Commentaires

Les commentaires n'ont pas pu être chargés.
Il semble qu'un problème technique est survenu. Veuillez essayer de vous reconnecter ou d'actualiser la page.

Veja mais conteúdos do blog da FiberX

bottom of page